Pular para o conteúdo principal

Prefeito Ademário pressionado por grupo de mães aceita discutir os 44 itens que cortam direitos do funcionalismo público de Cubatão

Foto: Ailton Martins
Após ser pressionado por mães organizadas de escolas de rede pública de Cubatão que denunciaram as condições precárias que estão submetidos os servidores e os estudantes, o prefeito Ademário Oliveira (PSDB) cedeu ao diálogo para resolver a questão das escolas; falta de merenda, de materiais pedagógicos, de segurança, de limpeza e também em relação as reivindicações dos servidores que estão completando na próxima semana um mês de paralisação, devido uma reforma administrativa proposta pelo executivo e aprovada pelo legislativo sem nenhuma discussão com a população ou com os servidores, uma reforma que por meio de um pacote de leis constituído por 44 itens, cortam direitos essenciais do funcionalismo público.

Foto: Ailton Martins
Na última quinta-feira (20) sob pressão do grupo de mães, o prefeito aceitou dialogar com os servidores na sexta-feira (21), nesta reunião foram propostos algumas questões fundamentais como a discussão dos 44 pontos, item por item. Na próxima segunda-feira (24) haverá mais uma reunião às 11h para ser discutido junto com a categoria os rumos da greve. 

Foto: Ailton Martins
Obviamente que o prefeito Ademário pretende vencer a greve por meio da liminar, pelo desgaste e pela divisão interna do movimento, primeiro que a partir de segunda-feira 80% dos servidores precisam retornar aos postos de trabalho por determinação judicial, qual os dois sindicatos o de professores e o de servidores sinalizaram que irão acatar, portanto, não responsabilizando-se pela decisão que a categoria tomar. Com isso, o caminho de continuar a greve se for tomado pelos servidores será ainda mais árduo, de certo, não muito diferente diante de sindicatos que pouco mexeram-se durante a greve, enfim, segundo que o prefeito Ademário dificilmente irá ceder, penso que, somente quer ganhar tempo e quem sabe jogar a população contra os servidores e, escondendo-se por de trás da lei irá tentar sufocar o movimento de toda a forma.

Foto: Ailton Martins
Mas, há uma questão que Ademário como político já deve ter compreendido, pode até vencer os grevistas pela imposição da lei num primeiro momento, não pelo cansaço, todavia, vencer não evitará o colapso futuro, pois o que ocorre em Cubatão é um projeto de poder colocado pelo seu partido que aliado em esfera nacional com o presidente Michel Temer (PMDB), desde que assumiu o governo está empurrando reformas goela abaixo que destroem direitos da classe trabalhadora e, infelizmente, tem vencido todas as batalhas, logo, o resultado disso futuramente será uma convulsão social, onde a classe sairá perdendo, mas muito político profissional terá seu nome desgastado, pois a correlação de forças apesar de inicialmente sinalizar um retrocesso colossal para os trabalhadores, também criará as condições para enterrar alguns parasitas tanto à esquerda quanto à direita que estão por aí atrapalhando a vida da população. Por conseguinte, caberá a classe assumir os rumos de seu futuro, quiçá, não mais nomeando heróis.

Foto: Ailton Martins
Logo abaixo link dos vídeos com falas da mães sobre a situação das escolas e link do vídeo da devolutiva da reunião de sexta-feira aqui e neste link ata de reunião.

Link com a fala do Sindicato dos Servidores Públicos de Cubatão sobre a reunião com o prefeito.

Divulgação:

Site de trabalhos fotográficos neste link. Contatos para parcerias e trabalhos vídeo/fotojornalismo. Fortaleça a mídia independente com foco em direitos sociais. Apoie as reportagem, dê sugestão, mande whatsapp: 13 988 656229




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia Militar sem justificativa reprime peça de teatro e prende ator na cidade de Santos.

De acordo com informações postadas por diversos artistas da Baixada Santista entre outras pessoas na rede social facebook, uma peça de teatro que estava sendo realizada em praça pública (Praça dos Andradas) na cidade de Santos foi impedida de continuar a apresentação após uma operação da Polícia Militar que cerceou a apresentação e prendeu um dos atores da peça, apreendendo também todos os materiais utilizados na peça. 
Informações postadas na rede por várias outras pessoas informam que não houve nenhum tipo de justificativa da Polícia Militar, inclusive, ocorreu agressão e o ator foi atirado dentro da viatura e levado para o 1° DP de Santos. Pessoas que assistiam a peça também foram intimidadas pelos policiais que estavam todos armados como numa operação de guerra. Num dos vídeos postados é possível ver a agressividade de alguns policiais em suas falas que colocam que não era para ninguém filmar ou fotografar a ação.
Neste momento de acordo com as últimas informações estão todos os …

São Vicente: Edital para compra de carro de R$ 85.527,14 para o presidente do legislativo

A Câmara Legislativa de São Vicente lançou um edital para compra de um carro para o vereador Wilson Cardoso (PSB), presidente da Câmara, determinando um valor máximo de R$ 85.527,14. O edital está disposto no site da Câmara, e o pregão está previsto para o inicio de abril.
O que causa desconforto neste edital, certo que este carro será patrimônio público, e não de uso pessoal, (quero acreditar) é o fato que, diante de uma crise financeira que atravessa o município, onde os professores estão há dois anos sem correção de salário, creches foram fechadas, auxiliares de creche ainda estão sem receber, cerca de duzentas profissionais de educação especial não tiveram atribuição liberada, dentre centenas de outros problemas que atravessa o município, este edital, com certeza, é mais um absurdo colocado pelo legislativo, o anterior foi a criação de cargos de assessores com vencimentos de R$ 9.027,69, e que somente foi suspenso, não revogado, devido pressão popular, e também devido a enorme v…

Em plena crise, Câmara de São Vicente aprova lei para 15 cargos comissionados com vencimentos de R$ 9.027,69

De Rede Sustentabilidade São Vicente
Em plena Crise, Câmara aprova "Lei da Vergonha Alheia" sem comunicar os cidadãos. Em duas votações, sem divulgar esse projeto para pleno conhecimento da sociedade, os vereadores alteraram a composição da Câmara e aumentaram 15 cargos comissionados na casa - um para cada um - com um salário de R$ 9.027,69. 
Ponto a se destacar é que o cargo prevê apenas formação de Nível Médio com um salário muito acima do valor de mercado para essa formação. Vantajoso, hein? Sabe quanto vai custar, anualmente, aos cofres essa mudança? 
APROXIMADOS R$ 2 MILHÕES DE REAIS! 
Se esse grupo político que governa a cidade aprovou "Estado de Calamidade Financeira", como é que eles mesmos aprovam essa bizarrice financeira? Sabe qual é o nome dessa lei? Lei da Vergonha Alheia! Tanta vergonha que esconderam o projeto da sociedade, aprovaram de forma protocolar! 
Não passarão! Expliquem, senhores, para os servidores​ sem reajuste, professores​ sem estrutur…