Pular para o conteúdo principal

São Vicente: Edital para compra de carro de R$ 85.527,14 para o presidente do legislativo


A Câmara Legislativa de São Vicente lançou um edital para compra de um carro para o vereador Wilson Cardoso (PSB), presidente da Câmara, determinando um valor máximo de R$ 85.527,14. O edital está disposto no site da Câmara, e o pregão está previsto para o inicio de abril.

O que causa desconforto neste edital, certo que este carro será patrimônio público, e não de uso pessoal, (quero acreditar) é o fato que, diante de uma crise financeira que atravessa o município, onde os professores estão há dois anos sem correção de salário, creches foram fechadas, auxiliares de creche ainda estão sem receber, cerca de duzentas profissionais de educação especial não tiveram atribuição liberada, dentre centenas de outros problemas que atravessa o município, este edital, com certeza, é mais um absurdo colocado pelo legislativo, o anterior foi a criação de cargos de assessores com vencimentos de R$ 9.027,69, e que somente foi suspenso, não revogado, devido pressão popular, e também devido a enorme vergonha que passaram, pois o tal projeto virou discussão em vários meios de comunicação de grande circulação.



Mas, ao que parece já se recuperaram do disparate e estão tocando outro. Realmente, esse é um legislativo que precisa ser acompanhado de perto, porque não sei dizer se realmente são quinze vereadores alienados da realidade ou se o óleo de peroba que passaram é tanto que se tornaram imunes de protestos, porque obviamente que a compra desse carro é mais uma ofensa ao munícipe vicentino, logo, merecem um bom escracho. E fica à sugestão para o sr Wilson Cardoso e todos os outros 14 vereadores: andarem de lotação - esse serviço de transporte horrível - para eles sentirem o que o povo sente. É isso.


Divulgação:
Site de trabalhos fotográficos neste link contatos para parcerias e trabalhos vídeo/fotojornalismo investigativo - 13 988 656229. Fortaleça a mídia independente com foco em direitos sociais.


Comentários

Edi Firmino disse…
Tá sobrando dinheiro na cidade ? Consertem as ruas esburacadas...
Macram'Ellen disse…
Ainda bem que o povo parece estar acordando para a política. Tem que cobrar mesmo e lutar contra esse bando de corrupto.
Anônimo disse…
Pilantra!!!
Anônimo disse…
Estas lotacoes são horríveis mesmo, com motoristas mal educados. E as carretas invadindo todos os bairros destruindo avenidas, ruas, provocando trincas e rachaduras nos imóveis e deichando a cidade mais feia. Quero ver a CORAGEM DO PREFEITO E VEREADORES de acabar com esta bagunça.
Anônimo disse…
COMEÇOU O ANO MUITO BEM PARA SER VERDADE . SAI VEREADORES OMISSOS E ENTRAM OSTENTADORES..O CULPADO É A RECOSTRUÇAO DA MATRIZ DE COSTA PARA O MAR. TUDO CONTINUA A MESMA COISA

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia Militar sem justificativa reprime peça de teatro e prende ator na cidade de Santos.

De acordo com informações postadas por diversos artistas da Baixada Santista entre outras pessoas na rede social facebook, uma peça de teatro que estava sendo realizada em praça pública (Praça dos Andradas) na cidade de Santos foi impedida de continuar a apresentação após uma operação da Polícia Militar que cerceou a apresentação e prendeu um dos atores da peça, apreendendo também todos os materiais utilizados na peça. 
Informações postadas na rede por várias outras pessoas informam que não houve nenhum tipo de justificativa da Polícia Militar, inclusive, ocorreu agressão e o ator foi atirado dentro da viatura e levado para o 1° DP de Santos. Pessoas que assistiam a peça também foram intimidadas pelos policiais que estavam todos armados como numa operação de guerra. Num dos vídeos postados é possível ver a agressividade de alguns policiais em suas falas que colocam que não era para ninguém filmar ou fotografar a ação.
Neste momento de acordo com as últimas informações estão todos os …

Em plena crise, Câmara de São Vicente aprova lei para 15 cargos comissionados com vencimentos de R$ 9.027,69

De Rede Sustentabilidade São Vicente
Em plena Crise, Câmara aprova "Lei da Vergonha Alheia" sem comunicar os cidadãos. Em duas votações, sem divulgar esse projeto para pleno conhecimento da sociedade, os vereadores alteraram a composição da Câmara e aumentaram 15 cargos comissionados na casa - um para cada um - com um salário de R$ 9.027,69. 
Ponto a se destacar é que o cargo prevê apenas formação de Nível Médio com um salário muito acima do valor de mercado para essa formação. Vantajoso, hein? Sabe quanto vai custar, anualmente, aos cofres essa mudança? 
APROXIMADOS R$ 2 MILHÕES DE REAIS! 
Se esse grupo político que governa a cidade aprovou "Estado de Calamidade Financeira", como é que eles mesmos aprovam essa bizarrice financeira? Sabe qual é o nome dessa lei? Lei da Vergonha Alheia! Tanta vergonha que esconderam o projeto da sociedade, aprovaram de forma protocolar! 
Não passarão! Expliquem, senhores, para os servidores​ sem reajuste, professores​ sem estrutur…