Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2016

Polícia Militar sem justificativa reprime peça de teatro e prende ator na cidade de Santos.

De acordo com informações postadas por diversos artistas da Baixada Santista entre outras pessoas na rede social facebook, uma peça de teatro que estava sendo realizada em praça pública (Praça dos Andradas) na cidade de Santos foi impedida de continuar a apresentação após uma operação da Polícia Militar que cerceou a apresentação e prendeu um dos atores da peça, apreendendo também todos os materiais utilizados na peça. 
Informações postadas na rede por várias outras pessoas informam que não houve nenhum tipo de justificativa da Polícia Militar, inclusive, ocorreu agressão e o ator foi atirado dentro da viatura e levado para o 1° DP de Santos. Pessoas que assistiam a peça também foram intimidadas pelos policiais que estavam todos armados como numa operação de guerra. Num dos vídeos postados é possível ver a agressividade de alguns policiais em suas falas que colocam que não era para ninguém filmar ou fotografar a ação.
Neste momento de acordo com as últimas informações estão todos os …

Raquel Rolnik: "Guerra dos lugares: A colonização da terra e da moradia na era das finanças"

Aconteceu nesta última sexta-feira (28) na Baixada Santista a palestra/lançamento do livro "Guerra dos lugares: A colonização da terra e da moradia na era das finanças", de Raquel Rolnik, arquiteta/urbanista e professora de arquitetura na Universidade de São Paulo (USP). O livro é o resultado de reflexões da urbanista realizadas logo após o término de seu mandato como relatora para o Direito à Moradia Adequada da ONU. De acordo com Rolnik o capital financeiro é quem tem ditado as regras na produção dos espaços urbanos no mundo inteiro e sua política de desenvolvimento é extremamente excludente - cria um modelo de arquitetura de repetições - e o mais grave é a política urbana da cidade que, ao contrário de cuidar das necessidades da população, simplesmente cria condições de expansão para o capital imobiliário financeiro internacional.

Cerca de duzentas pessoas estiveram presentes e o lançamento ocorreu na Universidade Santa Cecilia e foi organizado pelos diretórios acadêmic…

26 de outubro dia nacional de luta pela Tarifa Zero. Pelo fim de todas as catracas que cerceiam nossa vidas.

Ao falar de tarifa zero, infelizmente, muitos ainda se espantam: como assim? Como pode o valor da passagem ser de graça? Como se de fato fosse possível ter um transporte sem custo, a questão é que não é nada disso, na verdade, seria uma inversão da lógica que existe hoje, onde o transporte público é gestionado como mera mercadoria lucrativa que enche o bolso de empresas de ônibus. Isto é, ao contrário de pagarmos contratos milionários que geram margens de lucros de muitos zero$$, (e que pouco sabemos de quanto são esses $$$, que não são pequenos, afinal, as planilhas de custos, na maiorias das cidades são uma caixa fechada, onde não há um político que queira abrir. Por que será?) o recurso público deveria ser investido diretamente para custear o serviço que, aliás, desde setembro do ano passado se tornou um direito social. 
Ademais, tarifa zero é o direito de acesso à cidade, o que possibilita acesso para todos os outros direitos, além de ser o direito de locomover-se sem estar sendo…

Por que o governo federal quer municipalizar a saúde indígena?

Inúmeros protestos ocorreram no país na semana passada devido a Portaria 1.907/16 publicada no dia 17 de outubro, e principalmente após o divulgação de um memorando do titular da Sesai (Secretaria Especial da Saúde Indígena) Rodrigo Rodrigues que suspendia a competência  na gestão da saúde indígena, revogando outra portaria de 2011. De acordo com o memorando haveria mudanças na política indígena de gestão orçamentária e financeira, havia também o ordenamento de suspensão de todos os pregões em andamento, portanto, desde a compra de medicamentos ou envio de profissionais à aldeias, os Dseis (Distritos Sanitários Especiais Indígenas) estariam submetidos à avaliação direta da Sesai de Brasilia.

Além das mobilizações, diversas ocupações estão ocorrendo nas sedes da Sesai, inclusive dos Dseis dos municípios. Devido toda essa pressão e o anúncio de uma possível ocupação na Secretaria Especial de Saúde Indígena, nesta última segunda-feira (24) o ministro da Saúde, Ricardo Barros, voltou atr…

Curso de extensão " Conhecendo a Cultura Guarani M'Bya (Parte I)

Foi realizado nesta última quarta-feira a primeira aula do curso de extensão "Conhecendo a Cultura Guarani" organizado por estudantes e indígenas da aldeia Paranapuã de São Vicente - SP. O curso esta sendo promovido pela UNIFESP e está sendo desenvolvido num período de quatro aulas uma vez por semana. Nesta primeira, foi tratado do histórico da aldeia e do contexto atual, questões como a Proposta de Emenda Constitucional 215 (PEC 215) elaborada  no ano 2000 pelo deputado federal Almir Moraes de Sá, do Partido da República (PR-RR).

Desde então ela passou a se chamar de PEC 215 e por meio dela foi proposto que demarcações de terras indígenas, titulação de territórios quilombolas e a criação de unidades de conservação ambiental passem a ser uma responsabilidade do Congresso Nacional, isto é, uma atribuição dos deputados federais e senadores, e não mais do poder Executivo. Durante os últimos 16 anos a PEC tramitou pelo Congresso Nacional sendo apresentada e reapresentadas, outr…

O momento é de crise e de repressão

Post de origem deste texto: José Martí

No próximo dia 31 de outubro completam dois meses do afastamento de Dilma Rousseff (Partido dos Trabalhadores) da Presidência da República, condenada pelo Senado sob ter cometido crimes de responsabilidade fiscal - as chamadas "peladas fiscais" no Plano Safra e os decretos sem autorização do Congresso Nacional - como resultado desse afastamento um cenário de avanços de desmontes de direitos sociais constitui-se de modo acelerado, Michel Temer desde que assumiu a presidência colocou em curso um novo projeto de país que apresenta-se como um contentor de gastos e de moralização dos recursos públicos, mas na verdade, o que tem por trás disso, são cortes em setores essenciais como educação e saúde em favorecimento do capital privado.

A PEC 241, conhecida como a "PEC do fim do mundo, ou da maldade" é a perfeita tradução do que é prioridade para este governo. Com isso são quase dois meses também que à esquerda brasileira tem tentado …

6º Hip Hop Contra Pedofilia no Buraco Quente, Vila Formosa, Zona Leste de São Paulo - SP.

Aconteceu neste último sábado (15/10) o 6° evento de Hip Hop no Buraco Quente na Vila Formosa, zona leste de São Paulo. Diversas atividades culturais foram desenvolvidas durante todo o dia e boa parte da programação estava voltada para as crianças - oficinas de pipas, malabares, bambolês e também uma de Primeiros Socorros. Vale dizer que a criançada se divertiu muito com os brinquedos que foram armados na rua, além de desfrutarem dos doces, salgados e refrigerantes que foram oferecidos.
No palco, nas apresentações dos grupos, muito rap de qualidade com teor crítico e combativo foi apresentado. O tema da atividade era "Hip Hop Contra a Pedofilia", para tanto, muitas ideias e mensagem conscientes foram trocadas, além de outros temas colocados como a PEC 241, e o "respeita a minas" , ou seja, o combate a cultura machista que ainda está impregnada em nossa sociedade e, infelizmente, permeia muitos segmentos que se pretendem "combativos" mas que na prática re…

Curso: Conhecendo a Cultura Guarani M'bya

Quem quiser conhecer um pouco mais sobre a Cultura Guarani, especificamente a M'bya, uma ótima oportunidade é participar do curso de extensão que está sendo organizado por estudantes da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo BS) em conjunto com indígenas da aldeia Paranapuã, localizada em São Vicente, litoral sul de São Paulo.
"O objetivo do curso é aprender sobre a cultura e conhecimentos Guarani, para conhecer sobre suas experiências e vivências no decorrer do espaço e entender a sua história, compreendendo também suas modificações. O curso será ministrado por integrantes da Tekoá (aldeia) Paranapuã [...] e irá abordar a cultura indígena Guarani numa perspectiva de direitos humanos, dando voz aos protagonistas, problematizando de forma crítica e reflexiva as questões enfrentadas por esta população, no território da Baixada Santista". (texto do evento)
O curso será composto por 4 encontros, nos dias 19/10, 26/10, 09/11 e 16/11. Mais informações no evento criado na …

Aldeia Paranapuã:"Kaa Nheemongaraí", cerimônia de batismo de crianças

Aconteceu no dia 26/08 a cerimônia Kaa Nheemongaraí (batismo do milho) na aldeia Tekoá Paranapuã (São Vicente), momento em que as crianças recebem o nome na língua Guarani por meio da revelação do Tamoi (liderança espiritual). A cerimônia realizado foi aberta e permitido também o batismo de juruá (pessoa não indígena).

Durante todo o dia várias pessoas passaram pela aldeia e receberam o batismo como também tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da Cultura Guarani: cantos, danças, artesanato e culinária. Foi um momento interessante para conhecer além da cultura, mas também este ritual que para os indígenas tem um significado sagrado, conhecido como o batismo do milho, o Kaa Nheemongaraí é o batismo da erva-mate, que é muito consumido pelos indígenas, a cultura do chimarrão no Rio Grande do Sul, por exemplo, advém da prática tradicional dos povos guarani.

Conhecido também como a principal cerimônia realizada, quando os cultivos tradicionais são colhidos e “abençoados” e são atribu…

Elas são as vozes de centenas de jovens assassinados pela polícia

Na última quinta-feira (06/10) aconteceu na cidade de São Paulo uma Coletiva de Imprensa na Casa do Povo (Bom Retiro, São Paulo) com os movimentos sociais: Mães de Maio, Rede de Mães do Rio de Janeiro e representantes do "Comitê de Mães de Secundaristas da cidade de São Paulo", cujo objetivo foi denunciar as centenas de milhares de jovens assassinados pela Policia Militar no Brasil, além de protestar contra a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo que anulou a condenação dos 74 policiais envolvidos no massacre do Carandiru em 1992.  Logo, após a Coletiva foi realizado um ato que saiu da Praça Metrô Tiradentes até o Tribunal de Justiça (Praça da Sé) em protesto.

Em cerca de duas horas de Coletiva quem participou pôde ouvir relatos assustadores de violência policial. E, esses relatos sem sombra de dúvidas levam para uma conclusão: existe um massacre acontecendo hoje no país contra o povo pobre e, principalmente contra o povo preto, exercido pela Polícia Militar e acobert…

Ato em memória aos 24 anos do massacre do Carandiru

Nesta última quinta-feira (06/10) aconteceu na cidade de São Paulo um ato em memória aos 24 anos do massacre do Carandiru. Antes do ato, houve uma Coletiva de Imprensa na Casa do Povo (Bom Retiro, São Paulo) com movimentos sociais: Mães de Maio, Rede de Mães do Rio de Janeiro e representantes do "Comitê de Mães de Secundaristas da cidade de São Paulo", cujo objetivo foi denunciar as centenas de milhares de jovens assassinados pela Policia Militar no Brasil, além de protestar contra a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo que anulou a condenação dos 74 policiais envolvidos no massacre do Carandiru em 1992. Cerca de duzentas pessoas participaram e caminharam da Praça Metrô Tiradentes até o Tribunal de Justiça (Praça da Sé) em protesto.

A coletiva
Durante a Coletiva várias denúncias foram feitas sobre a violência policial e a omissão do Estado em apurar crimes realizados por policiais, de acordo com a fundadora e coordenadora Débora Silva Maria do Mães de Maio, " Inf…

São Vicente: As eleições acabaram, mas o palanque eleitoral não

Apesar da eleição para prefeito ter acabado no dia da votação para a cidade de São Vicente, devido o candidato Pedro Gouvêa (PMDB) ter vencido logo no primeiro turno, de certo modo, a campanha eleitoral ainda continua - respectivamente - para Pedro Gouvêa e Kayo Amado (Rede Sustentabilidade), os outros candidatos praticamente desapareceram de cena, em suas páginas e perfis no facebook pode-se conferir alguns tímidos agradecimentos e um até breve, porém, nada que represente um pós-campanha que acene um futuro ou de oposição política para o futuro governo ou para os rumos que irão tomar na vida política, certamente que alguns irão tentar uma vaga de deputado nas próximas eleições, enfim, não vamos subestimá-los, afinal, políticos profissionais atuam muito mais nos bastidores - longe dos olhos dos eleitores - e entre um jogo de oposição ou situação o tempo ainda é recente para dizer que estão enterrados após uma derrota eleitoral, infelizmente, o mundo da política eleitoral é muito mais…

Estado de exceção: Secundaristas perseguidos e torturados em São Paulo.

Nesta última quinta-feira (06/10) aconteceu na cidade de São Paulo uma ato em memória aos 24 anos do massacre do Carandiru. Antes do ato, houve uma coletiva de imprensa na Casa do Povo (Bom Retiro, São Paulo) com movimentos sociais: Mães de Maio e Rede de Mães do Rio de Janeiro, cujo objetivo foi denunciar as centenas de milhares de jovens assassinados pela Policia Militar no Brasil, além de protestar contra a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo que anulou a condenação dos 74 policiais envolvidos no massacre do Carandiru em 1992. 
Nesta coletiva também estiveram presentes mães de secundaristas que participam do "Comitê de Mães e Pais em Luta" de São Paulo, de acordo com elas, a Polícia Militar do Estado de São Paulo tem perseguido e torturado secundaristas que participaram das ocupações no final do ano passado para evitar o fechamento de 1500 escolas públicas. E, este ano têm realizado diversas manifestações na cidade de São Paulo para denunciar o roubo da merenda, …

Pedro Gouvêa a renovação para São Vicente que veio das urnas. Farsa ou tragédia?

Farsa ou tragédia?

O novo alcaide de São Vicente Pedro Gouvêa deu uma entrevista para o Diário do Litoral dizendo que a Câmara Legislativa foi renovada e que a resposta das urnas corresponde ao esgotamento da política vicentina, portanto, a velha política não terá espaço na cidade, e acrescenta que até mesmo as duas cadeiras eleitas do legislativo que não o apoiaram na campanha possuem o interesse de trabalharem para uma nova São Vicente. Pois é, ao que parece a nova política que vem por aí já inicia com o mesmo discurso velho que todos estamos cansados de saber. Será que o novo alcaide acredita em suas próprias palavras? Enfim, não sejamos ingênuos, o que ocorre é o esgotamento de sua fala e a tentativa de adaptação para algo qual não lhe pertence e nem pretende pertencer, mas precisa ao menos tentar convencer as pessoas.
Nesta entrevista alguns aspectos são muito interessantes e que de certo modo selam certa pactuação que pode servir de cobranças posteriores, pois Gouvêa compromete-…

De novo falta de pagamento aos servidores em São Vicente e equipamentos funcionando como dá.

A falta de responsabilidade com o funcionalismo público na cidade de São Vicente tem resultado para além de atrasos de pagamentos de servidores (que por si só já é motivo de pararmos a cidade) mas também na desorganização de muitos serviços prestados para a população. Traduzindo: muito desrespeito e muita violação de direitos. Por isso, é importante levantar algumas questão que muitas vezes passam à margem de serem discutidas. 
Com foco na área da saúde essa falta de pagamentos dos servidores implica diretamente nas condições de funcionamentos dos equipamentos públicos, quais centenas de milhares de pessoas necessitam utilizar. Todos sabemos que a saúde pública no Brasil é uma área muito sensível e tem sido tratada com enorme descaso, agora junte isso com a crise em São Vicente, dá pra imaginar o caos? Quer dizer, o serviço já é precário e a prefeitura contribui ainda mais para sucateá-lo quando não efetua os devidos pagamentos dos servidores. Agora, vamos pensar também na perversida…