Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Colégio Azevedo Junior: Da dependência à autogestão

A Escola Estadual Azevedo Junior está ocupada pelos alunos desde o dia 23 deste mês. A ocupação é devido o plano de reorganização escolar que pretende ser executado pelo Governo do Estado de São Paulo que irá fechar inicialmente 94 escolas, há uma projeção de 1500, no Azevedo, está previsto o fechamento do ensino médio. Indignados com tal situação os secundaristas resolveram ocupar a escola, antes da ocupação chegaram a realizar um ato de rua para chamar a atenção da sociedade, ato que repercutiu e também foi em apoio à ocupação do Colégio Cleobulo Duarte (também ocupado).
De acordo com os alunos a escola precisa de muitas melhorias, mas não de fechamento, o término do ensino médio afeta a vida de muitos alunos, muitos terão que migrar para outras escolas, e alguns que moram longe, terão ainda maior dificuldade de locomoção.
Durante seis dias de ocupação o colégio teve várias mudanças positivas, segundo a secundarista Patrycia Menezes muita coisa mudou na escola, aconteceram diversas…

Colégio Cleobulo Amazonas. Marco zero da rebeldia na Baixada Santista

Depois de uma reintegração adiada, os secundaristas do colégio Cleobulo Amazonas Duarte, (Santos) conseguiram barrar a reintegração de posse que aconteceria nesta última quarta-feira (25).


Eram mais ou menos 09h30 quando chegou o oficial de justiça, logo depois o Conselho Tutelar, assistentes sociais e a Polícia Militar, conversaram entre eles, foram até a Diretoria de Ensino e depois em delegação foram até a frente do portão onde manifestantes que apoiam a ocupação realizavam um piquete, a delegação tentou conversar com os estudantes, mas estes obstinados recusaram. Isto é, não permitiram a entrada.


Uma representante tentou explicar que eles precisavam fazer uma averiguação na ocupação porque havia denúncia de abuso de menor no local, além de casos de roubos de aparelhos eletrônicos. Diante das acusações e do pedido, os alunos realizaram uma assembleia para decidirem se deixavam ou não alguém da delegação entrar, decidiram que apenas uma pessoa do Conselho Tutelar poderia entrar par…

Ocupações nas escolas aumentam, mas Alckmin não recua.

Em todo o Estado de São Paulo já são mais de cem escolas ocupadas, na capital, o Tribunal de Justiça desautorizou a reintegração de posse das escolas, entretanto, o governador Geraldo Alckmin continua irredutível, e até o momento se mantém na posição de que a reorganização é necessária. Com isso diversas ocupações já sofrerão repressão da Polícia Militar; professores e alunos já foram presos e até espancados, o que - infelizmente - não é nenhuma novidade na política repressiva adotada por Alckmin, e ao que parece o governador aposta na ideia de vencer os estudantes pelo cansaço, utilizando do tempo, da repressão policial e da mídia que, como fez em 2013, tem boicotado e realizado um recorte tendencioso das ocupações em suas matérias. Porém, as ocupações tem crescido substancialmente, inclusive, a Secretaria de Educação de São Paulo decidiu por cancelar o SARESP (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo) pois os estudantes estão realizando uma campanha de boicote à prova…

Reintegração suspensa. Estudantes do Cleobulo (Santos) resistem mais um dia

20 de novembro de 2015, reintegração de posse no Colégio Cleobulo Amazonas Duarte na cidade de Santos é suspensa após vigília de diversas pessoas que apoiaram a ocupação realizada por estudantes na última quinta-feira (18).  De acordo com a advogada que acompanha o caso Débora Camilo, a informação ainda não é definitiva, não há certeza da fonte, é uma suspensão temporária que revigora a partir das 06h horas do dia seguinte, entretanto, é provável que até segunda-feira ela se mantenha, que será quando o juiz responsável pela liminar voltará e irá decidir.

"a mobilização chamou muita atenção da comunidade e da mídia e demonstrou força e resistência, tem aluno e apoiadores, movimentos sociais que estão apoiando o não fechamento da escola, então eu acho que isso pode gerar um fato político que reverta essa situação" Débora Camilo. "Nós alunos em assembleia decidimos manter a ocupação, amanhã vai continuar acontecendo as atividades culturais, e vamos ficar preparados para …

Ocupação Colégio Cleobulo Duarte: 24h para reintegração de posse

O colégio Cleobulo Amazonas Duarte da cidade de Santos, uma das escolas que está passando pelo processo de desmonte da educação promovido pelo governador Geraldo Alckmin foi ocupada nesta quinta-feira (19) por estudantes secundaristas. De acordo com os estudantes a ocupação é uma forma de resistência e combate ao projeto de reorganização das escolas, onde cerca de 1500 escolas serão fechadas, inicialmente o governo do estado disse que apenas 94 serão fechadas, entretanto, o processo de desmonte já está em curso e as escolas estão sendo fechadas por ciclos, de modo a desestruturar a permanência estudantil.

Por volta das 20h um oficial de justiça juntamente com a Polícia Militar compareceu a escola para entregar aos estudantes um comunicado de reintegração de posse (prazo de 24 horas). Diante da intimação os estudantes realizaram uma assembleia para decidir os rumos da ocupação, decidiram por permanecer.  Nesta sexta-feira (20) irão aguardar que advogados (que acompanham o caso) entrem …

Entendendo a greve dos servidores de São Vicente.

A greve dos servidores públicos vicentinos terminou, apesar do pagamento escalonado proposto pela prefeitura ter sido mantido e o prefeito Luiz Cláudio Billi ter comunicado à imprensa que não poderia confirmar se o pagamento de décimo terceiro será efetuado no prazo. O pagamento de salários que estavam em atrasos foi realizado no dia dez de novembro, o atendimento no hospital Frei Galvão com a Caixa de Saúde voltou a funcionar. Diante disso, o Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais) decretou o fim da greve. Entretanto, nem todos os servidores se sentiram representados nesta decisão do sindicato, devido o escalonamento continuar e o pagamento do décimo ainda estar incerto.




Mais informações no link: Greve dos servidores públicos de São Vicente X Poder Público  Em sequência no dia 10 de novembro os trabalhadores de limpeza urbana (Codesavi) entraram em greve.  Fizeram uma marcha da Vila Margarida até a prefeitura onde se uniram aos servidores e realizaram um ato em conju…

Ouvidor público da Polícia Militar diz sentir-se impotente diante de tantas denúncias de violência policial

AUDIÊNCIA PÚBLICA: Violência Policial, GCM e Extermínio

Em audiência pública na cidade de Santos sobre "Violência policial, GCM e Extermínio", o ouvidor público da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Julio Cesar Fernandes Neves, disse que sente-se impotente diante de tantas denúncias de casos de violência, principalmente, ao perceber que esta realidade (de violência policial) se repete em diversas regiões do estado, e no entanto, mesmo com esforços empenhados, uma reposta positiva para solucionar tal problema não prospera. (Assista no vídeo abaixo)


Organizada pelo CONDEPE (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana do Estado de São Paulo) e pelas Mães de Maio, foi realizada no dia 06 de novembro, na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil de Santos) uma audiência pública para ouvir os familiares de vítimas de violência policial, o objetivo foi colocar em debate cada situação com as autoridades presentes e, a partir disso, elaborar um relatório para enviar as es…

Greve dos servidores públicos de São Vicente X Poder Público

Paralisados por falta de recebimento de pagamento, os servidores públicos de São Vicente estão mobilizados para pressionar o Poder Público vicentino a cumprir com suas obrigações. De acordo com os servidores, o prefeito Luiz Cláudio Billi não honra com seus compromissos, e com isso não existe mais diálogo. 
"Nossas exigências foram recusadas pelo prefeito, que tem se colocado em posição autoritária e antidemocrática, também tentando vitimizar-se com a situação e criminalizando o movimento". (Comando de greve)
Nesta sexta-feira (6) cansados de negociações, manifestos na câmara legislativa e atos em frente ao paço municipal, decidiram no primeiro horário da manhã paralisar o trânsito na orla da praia de São Vicente para chamar a atenção da comunidade vicentina, mesmo debaixo de chuva paralisaram a avenida, e de lá marcharam até a prefeitura. De acordo com declaração do prefeito, esse tipo de atitude é irresponsável e está totalmente relacionada ao debate político eleitoral; &…

Mães de Maio: Finados, dia de lutar pelos nossos.

Neste último dia 02 de novembro, dia de finados. O movimento social Mães de Maio realizou um ato no Cemitério da Areia Branca, Zona Noroeste de Santos, cujo o objetivo - além de recordar os mortos - foi denunciar os milhares de jovens assassinados pela Polícia Militar. De acordo com o Mapa da violência de 2013, cerca de 56 mil jovens são assassinados no Brasil por ano.
O movimento Mães de Maio surgiu em 2006, formado por mães que tiveram seus filhos assassinados por grupos de extermínio, e de acordo com os dados dos IMLs do Estado de São Paulo, precisamente 493 foram assassinados em maio de 2006, dados contrariados por organizações internacionais de direitos humanos que apontam que os números, infelizmente, aproximam-se dos 600 jovens que tiveram suas vidas retiradas por uma violência de Estado (generalizada) em que a Polícia Militar tem envolvimento direto e indireto. Os dados dos IMLs ainda constatam que 60% destes 493 corpos registrados receberam um tiro na cabeça, e 57% recebera…

Marcha das Vadias Baixada Santista “Somos as netas das Bruxas que não puderam queimar”

NÃO É SOBRE SEXO, É SOBRE VIOLÊNCIA!


"Mexeu com uma, mexeu com todas!" " Fora Cunha" " Meu corpo, minhas regras" "O lugar de mulher é onde ela quiser" . "Pílula fica, Cunha Sai!"


Todas essas frases (entre outras) foram os gritos de luta dessas mulheres que saíram às ruas na Baixada Santista para lutarem contra o machismo e também para lutar contra os constantes ataques contra os direitos das mulheres que tem sido promovido pelo Congresso Nacional e capitaneado pelo Sr Eduardo Cunha.
"A cada duas horas uma mulher é assassinada no país, a cada cinco minutos uma mulher é agredida, a cada hora uma mulher sofre abuso. É embaçado ou não é?"
Parte da letra de Luana Hansen – Flor de mulher
Aconteceu neste último sábado (30) a quarta edição da Marcha das Vadias Baixada Santista. A marcha reuniu nesta edição em torno de cem pessoas, a maioria mulheres. De acordo com as organizadoras o objetivo da marcha “é lutar contra as agressõ…