Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

Audiência pública vende pílulas filantrópicas preventivas como solução da violência e da exclusão social

Impressões sobre a audiência pública cujo tema: "Políticas Públicas para crianças e adolescentes de Santos no contexto da maioridade penal"

A audiência pública realizada nesta última quarta-feira (28) na câmara legislativa de Santos referente "Políticas Públicas para crianças e adolescentes de Santos no contexto da maioridade penal" foi em maior parte um festival de "groselhas", com exceção das colocações precisas feitas pelo defensor público de Santos que elucidou os verdadeiros interesses que se escondem por trás deste projeto de redução. 
Ademais, as defesas feitas pelos palestrantes, apesar de serem contra a redução, apresentavam uma proposta preventiva que me fez recordar o filme de Sergio Bianchi, "Quanta vale ou é por quilo?", em que a solução para a miséria é a exploração da miséria. (na concepção burguesa) Isto é, solucionar os conflitos sociais e a barbárie que surge em decorrer desse processo de tensão e de violação de direitos ess…

Audiência pública sobre o fechamento das escolas na Baixada Santista

Nesta última segunda-feira (26) ocorreu na Câmara Legislativa de Santos - SP,  a quinta audiência pública para discutir o Plano Estadual de Educação (PEE), a audiência foi presidida pela deputada estadual Leci Brandão, vice-presidente da Comissão de Educação e Cultura da Alesp e composta por deputado João Paulo Rillo, Maria Isabel de Azevedo, presidente da Apeoesp, deputada Telma de Souza, professor João Cardoso de Palma Filho do Fórum Estadual de Educação, professor Otaviano Helene, representante da Adusp e Ergon Cugler, representante da União Paulista dos Estudantes Secundaristas (Upes).  

Estiveram presentes na audiência organizações estudantis, coletivos, movimentos sociais, partidos e militantes de diversos segmentos sociais. Todos se posicionaram contrários a decisão do governo estadual.


A estudante Ingrid Ramos da Escola Cleobulo Amazonas Duarte fez sua fala destacando que o colégio em que estuda (há seis anos) foi apossado pela Secretaria de Educação de modo arbitrário em …

Manifestação Contra o Fechamento das Escolas Estaduais em Santos

Alunos do Colégio Cleobulo Amazonas Duarte da cidade de Santos têm realizados todas as sextas-feiras protestos em frente a escola com a finalidade de alertar a comunidade local o fechamento do colégio, e também acirrar a discussão do quanto é prejudicial  este fechamento, tanto para os alunos quanto para toda a sociedade. Os protesto ocorrem por volta das 12h durante a troca de períodos. De acordo com os alunos que organizam os protesto, há dificuldades em mobilizar, porque existem alunos que estão com medo de perder o ano letivo, do mesmo modo em que alguns professores e funcionários da escola se sentem acuados para juntarem-se aos protestos, entretanto, os protestos irão acontecer, pois é inadmissível essa proposta de organização da escolas proposta pelo governo estadual, na realidade, somente irá piorar as condições da educação pública. (que já são precárias).

Audiência Pública

Na segunda-feira dia 26 de outubro, haverá na Câmara Legislativa de Santos às 14h uma audiência pública p…

Estudantes da UNIFESP respondem por injúria, desacato a autoridade e depredação do patrimônio...

Vídeo com relato de um dos estudantes.


Dia dos professores: Dia de mobilização contra o plano de reorganização da educação no Estado de São Paulo

Neste dia 15 de outubro, data comemorativa do dia dos professores, ocorreram em diversas cidades do Estado de São Paulo manifestações de estudantes e professores contra o plano de reorganização da educação apresentado pela Secretária Estadual de Educação do Estado de São Paulo, que pretende organizar as escolas em ciclos, e também fechar 30% da rede de ensino público paulista, isto é, fechar 1.500 escolas. Inicialmente, serão fechadas 155 até o fim deste ano, na Baixada Santista cinco escolas serão fechadas.
De acordo com os estudantes e os professores, essa é uma medida  absurda tomada pelo governo do estado que somente contribui para sucatear ainda mais a educação, entretanto, não é nenhuma novidade, porque ela atende interesses de um governo à direita que entende a educação como uma mercadoria. São vinte anos de governo do PSDB no Estado de São Paulo, e durante este tempo se investiu muito mais em construção de presídios do que em educação. Na verdade, o país, hoje vive um de…

14 jovens angolanos são presos por estudarem o livro "Da ditadura à democracia"

Em junho deste ano sob acusação de planejarem “golpe de Estado” contra o Presidente José Eduardo dos Santos, 14 jovens foram presos em Luanda. A procuradoria Geral da República de Angola considerou que o grupo não pretendia apenas estudar o livro, mas organizar um golpe. De acordo com a procuradoria os jovens foram flagrados numa livraria onde discutiam o conteúdo do livro. Portanto, foi determinada a prisão preventiva imediata. 
O caso absurdo gerou revolta em toda a população angolana, diversos protestos foram realizados e reprimidos duramente pela polícia, e também pelo exército.


O rapper ativista Luaty pronunciou-se sobre o caso, fazendo críticas ao governo de Angola, terminou preso e desde setembro deste ano decidiu entrar em greve de fome enquanto ele e os outros jovens não forem libertados.


No vídeo abaixo, entrevista com dois jovens angolanos que estão no Brasil e falaram sobre o caso, no vídeo também o apoio do Movimento Mães de Maio, na fala de Débora Silva, coordenadora do…