Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

Qual é o boato sendo criado que a presidenta Dilma Rousseff quer combater?

Na primeira reunião ministerial de 2015, nesta terça-feira, (27) a presidenta Dilma Rousseff pediu para os ministros combaterem os boatos, referindo-se as críticas à medida provisória apresentada no final de 2014, que trouxe um pacote de mudanças nas leis trabalhistas, além dos cortes de recursos na área da educação.
Mas, que boatos seriam esses diante de fatos concretos?
“não podemos permitir que a falsa versão se crie e se alastre” Presidenta Dilma Rousseff
Realmente é muita cara-de-pau este tipo de discurso, após corte de 586,83 milhões mensais na educação e de 18 bilhões em benefícios trabalhistas - acirrando o acesso ao seguro desemprego, PIS, auxílio-doença e pensão por morte. Além de colocar como ministra da agricultura, a ruralista Kátia Abreu - entre outras atitudes à direita que o governo tem exercido. Por isso não é exagero algum dizer  que este governo blinda o capital a todo custo e vive de discurso e de falácias.
Em seu discurso, às vésperas de 2015, o ministro-chefe da Casa …

Movimento Passe Livre SP: A luta contra o transporte mercadoria

Após a repressão policial na última manifestação do (MPL) Movimento Passe Livre - SP, ocorreu nesta terça-feira (27) a quinta manifestação contra a tarifa. A concentração foi no Largo da Batata, região oeste da cidade de São Paulo, em frente ao Metrô Faria Lima. 
Como prática horizontal do MPL, foi feita uma plenária com as pessoas presentes para decidir em assembleia o trajeto.
Após a definição houve uma discussão junto o comando da Polícia Militar que impositivamente colocava que, se o movimento decidisse avançar pela Avenida Paulista ou pela Marginal, a polícia cercaria a travessia e impediria a marcha de chegar à Marginal. Para se precaver de possíveis atos de repressão que são práticas (da PM) nos atos. Representantes do MPL conseguiram chegar a um acordo com a Major Dulcinéia Lopes, responsável pelo efetivo da Polícia Militar, de modo que um trecho da Marginal foi liberado. 



Dali o ato seguiu sem problemas e terminou no próprio Largo da Batata. Claro, com provocações e com a políc…

Baixada Santista: Transporte Público mais caro do país!

Mobilizar até vencer, não vai ter arrego! Abaixo a tarifa.
Essa é a frase de luta colocada pelo Movimento Passe Livre de São Paulo (MPL) junto com diversas pessoas, organizações populares e partidos à esquerda. 

As manifestações impulsionadas pelo movimento se espalham por diversas partes do país, a estratégia adotada este ano é de não somente criar atos, mas também discussões, debates, aulas públicas e principalmente acirrar as discussões na periferia, local onde as pessoas mais sentem a violência do transporte público. Quem dúvida que estas manifestações alcancem o mesmo êxito de 2013, pode se enganar, isso porque após três atos o movimento conseguiu cada vez mais aglutinar força e massa para o enfrentamento. Em São Paulo o Sr Haddad mexeu seu tabuleiro tentando desmobilizar (caso encontro fechado, leia aqui), porém não tem surtido efeito algum. Afinal, é complicado chamar quem tem filme queimado pra limpar a barra.

Será que a baixada amadureceu para somar-se a essa luta? Afinal, o ano…

Oito mil pessoas tomaram as ruas de São Paulo contra o aumento da tarifa de transporte público

Cerca de oito mil pessoas tomaram as ruas de São Paulo esta terça-feira (20) para se manifestar contra o aumento da tarifa de transporte. Foi o terceiro ato organizado pelo Movimento Passe Livre (MPL) de São Paulo este mês de janeiro na capital paulistana, e de acordo com o movimento as manifestações não irão cessar até o reajuste ser revogado.

A manifestação teve como ponto de encontro a Praça Júlio Romero no bairro do Tatuapé, onde diversas pessoas, organizações populares, movimentos de juventude e partidos à esquerda se reuniram e decidiram em assembleia o trajeto que o ato percorreria. Foi divulgado também um calendário de ações que serão realizadas pelo MPL, para além de manifestações; aulas públicas, reuniões de organização. A ideia é que as pessoas se apropriem da discussão do passe livre e a leve para seus bairros e se organizem a partir dele, porque somente a população organizada e atuando coletivamente poderá reverter este aumento.





Diferente dos dois últimos atos em que a Polí…

O Monopólio da mídia sufoca a liberdade expressão

No Brasil cinco famílias controlam os principais meios de comunicação e não alentam a menor intenção ou vontade política de realizar quaisquer mudanças nas atuais regras do jogo, das quais são beneficiárias históricas. 
Estes monopólios da comunicação exercidos pelas empresas é algo que conspira contra o bem estar-social, ou seja, contra a democracia e a pluralidade de pensamentos, por exemplo, a unificação e centralizações das programações, em particular no rádio e na televisão, postas pelas emissoras que detém o monopólio dessas mídias, cerceiam as manifestações culturais regionais, além do recorte criminalizante que fazem dos movimentos sociais. Com isso poderíamos ousar dizer que esse domínio, esse poder de decisão, se caracteriza como formas de censura e de discriminação. 
Isto é, o fato do mesmo grupo empresarial controlar jornais, rádios, revistas, emissoras de TV, internet, etc. Favorece a monopolização da informação e o consequente manejo da opinião, além de que, não existe qua…