Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

Cinzas e descabelados

Todos esses sonhos são uma grande merda
Eles sempre apodrecem e fazem feder nossas almas
E nos perdemos num rol de idealizações que nos levam a caminhos tortuosos
Cinzas e descabelados

Sem volta
Com volta
Meia volta
Avante?

Pouco sabemos...

A elipse temporal de nossa tempo devora
E a grande descoberta
Verdade universal
De merda

É que essa porra toda
Não tem significado algum
É só garantia de sobrevivência
Lutar e lutar e querer  vencer o caos

Desafiar o universo
Roubar as fagulhas do maldito patrão
Que sempre nos fode pelas tripas
E quer nos aprisionar por mil anos

Não adianta crer em utopias baratas que vendem na televisão
Ou numa embalagem de chiclete
É tudo botas e servilismo
Porrada na cabeça
Ferradura nas ideias

Tudo igual, o cheiro da pólvora é igual
Mudam-se os personagens
Mas a ditadura é mesma

Nosso sangue continua vermelho e escorre

Só não sente quem não quer
Só não vê quem não quer
Mas só vence quem se rende
Porque vencer é a regra do jogo

Não precisamos deste tipo de vitória

Porque este jogo não é para nós
Q…